Denise Alvarez

Docente Permanente

Curriculum Lattes

Contato

E-mail: alvarezdenise@id.uff.br

ÁREAS DE INTERESSE

ergonomia, saúde e segurança no trabalho, ergonomia e formação, metodologias de análise do trabalho, setor serviços e sistemas sociotécnicos complexos

RESUMO

Pós-doutorado em Psicologia do Trabalho na Universidade do Porto (2017-2018), sob a supervisão da Profa Marta Santos. Pós-doutorado em Ergologia na Aix- Marseille Université (2009/2010), sob a supervisão do Prof. Yves Schwartz. Pós-doutorado no Conservatoire des Arts et Métiers (CNAM) Equipe Clinique de l'activité (2009-2010), sob a supervisão do Prof. Yves Clot. Pós-doutorado em Saúde Coletiva (2009) na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) sob a supervisão da Profa Jussara Brito. Doutora em Engenharia de Produção pela COPPE/Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000) sob a orientação do Prof. Mario Cesar Vidal e co-orientação do Prof. Yves Schwartz. Professora titular da Universidade Federal Fluminense na Escola de Engenharia (Graduação) e no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. É pesquisadora do Grupo de pesquisa Gestão, Trabalho e Atividade (GESTA) da UFF. Atua em Engenharia de Produção, com ênfase na análise do trabalho e suas repercussões sobre a saúde, nas áreas de Ergonomia e Segurança no Trabalho. Prioriza nas pesquisas os seguintes temas: metodologias de análise do trabalho, saúde e segurança no setor de serviços e em sistemas sociotécnicos complexos.

PROJETOS

Ergonomia, Organização do Trabalho, Saúde e Segurança
Descrição: O projeto vem desenvolvendo estudos relevantes para as áreas de Organização do Trabalho, Saúde e Segurança em suas relações com a Ergonomia. Em função do caráter interdisciplinar desses temas os pesquisadores envolvidos participam de redes internacionais e nacionais, integrando diferentes disciplinas, abordagens e perspectivas com o objetivo de analisar situações de trabalho e sistemas de produção visando contemplar os aspectos relacionados à saúde e segurança. Verificando-se, inclusive, em alguns casos, a presença de novas formas de organização do trabalho como a autogestão, com destaque para o caso das empresas recuperadas por trabalhadores (ERTs) ou novas formas do capitalismo de vigilância, como o trabalho gerenciado por plataformas digitais. Os estudos e intervenções podem ocorrer em setores e contextos os mais variados, valendo-se da interação com os diferentes atores implicados, em função da sua pertinência. Pode-se indicar como foco central a perspectiva de compreender-transformar o trabalho. Para alcançá-la, busca-se o aporte de teorias, metodologias de produção de conhecimento e métodos que invistam na formação para ação, principalmente os(as) de cunho participativo e coletivo. Pretende-se, em última instância, a articulação entre conhecimento-intervenção sobre as situações concretas de trabalho em sua relação com a saúde/segurança dos trabalhadores e a produtividade/qualidade.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Trabalho, saúde e subjetividade dos trabalhadores em tempos de plataformas digitais: um olhar sobre a atividade
Descrição: As tecnologias de informação e comunicação (TICs) possibilitaram a oferta de bens e serviços por meio de plataformas virtuais, conectando consumidores e prestadores de serviço. Rapidamente, essas empresas-plataforma constituíram-se em poderosos gigantes corporativos (Slee, 2017). Tendo como argumento uma utópica economia do compartilhamento, estabelecem na prática relações sociais de trabalho marcadas por prejuízos nos direitos trabalhistas (precarização e desregulação) e na saúde dos trabalhadores (Antunes, 2018, Fontes, 2017). Neste sentido, é importante interrogar sobre a função que as TICs podem ter como instrumento potencial de desenvolvimento e de inovação na atividade, considerando que podem tanto significar apoio real para os trabalhadores, como revelarem-se extremamente deletérias para a sua saúde ao alterar condições de exercício do trabalho (Chaumon, 2017; Linhart, 2017). Apesar dos avanços de estudos sociológicos, pouco ainda se conhece sobre essas experiências cotidianas de trabalho com um olhar da Engenharia de Produção e, mais especificamente, da Ergonomia da atividade e das abordagens clínicas do trabalho. Este subprojeto, uma pesquisa conjunta com a Fiocruz e a UFRJ, faz parte de um esforço maior que tem desenvolvido estudos nas áreas de Organização do Trabalho, Saúde e Segurança (TPP-TEP) em suas relações com a Ergonomia, cujo foco central é a perspectiva de compreender-transformar o trabalho utilizando métodos de cunho participativo e coletivo (Schwartz & Durrive, 2010). A pesquisa tem caráter qualitativo sendo uma pesquisa-ação, a partir de uma perspectiva participativa dos trabalhadores sujeitos do estudo.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

PUBLICAÇÕES SELECIONADAS

Artigos
ARAUJO, F. S. ; NEPOMUCENO, V ; ALVAREZ, D. . In search of productivity in coal mining: an analysis of collectives and competencies in the details of the activity of small tractor operators. LABOREAL (PORTO. ONLINE), v. 15, p. 1-25, 2019.
ALVAREZ, D.; FIGUEIREDO, M. G. ; ADAMS, R. N. . O acidente da plataforma de petróleo P-36 revisitado 15 anos depois: da gestão de situações incidentais e acidentais aos fatores organizacionais. CADERNOS DE SAÚDE PÚBLICA, v. 34, p. 1-12, 2018.
ALVAREZ, D.; NEVES, M. Y. ; ROOSLI, A. C. S. ; MASSON, L. ; DRUMOND, T. ; OLIVEIRA, V. A. N. . Ação-formação: uma leitura das contribuições da Ergonomia da Atividade. Fractal: revista de psicologia, v. 30, p. 112-120, 2018.
ALVAREZ, DENISE; CUNHA, L. ; LACOMBLEZ, M. H. . Une entrée en épistemicité dans l'analyse du travail posté. Ergologia, v. 20, p. 75-92, 2018.
ALVAREZ, DENISE; BOTELHO FRANÇA, MARISTELA ; FIGUEIREDO, MARCELO . Exercício analítico sobre o método: aspectos linguageiros na atividade dialógica com trabalhadores de exploração e produção no setor petrolífero. Laboreal (Porto. Online), v. 11, p. 39-52, 2015.
ALVAREZ, D.; FIGUEIREDO, Marcelo Gonçalves . Meetings on the work: an analysis device for understanding the articulation between outsourcing and other organizational innovations. Work (Reading, MA), v. 41, p. 4590-4597, 2012.

Livros
NEVES, Mary Yale ; MUNIZ, H. ; BRITO, Jussara ; ALVAREZ, D. ; FIGUEIREDO, M. G. ; FRANÇA, M. B. . (Re)découvrir la psychologie du travail au Brésil. 1a. ed. Toulouse: Octarès, 2020. 21p .
ALVAREZ, D.. Le travail occulte en production académique. 1. ed. Toulouse: Octarès Éditions, 2012. 120p .
ALVAREZ, D.. Cimento não é concreto, tamborim não é pandeiro, pensamento não é dinheiro! Para onde vai a produção acadêmica?. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Myhrra Comunicação Ltda., 2004. 264p .
ALVAREZ, D.; BRITO, J. C. (Org.) ; FIGUEIREDO, Marcelo Gonçalves (Org.) ; ATHAYDE, Milton (Org.) . Labirintos do trabalho: interrogações e olhares sobre o trabalho. 1. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2004. 344p .

VOLTAR